O Cartão de Crédito pode ser de grande ajuda para compras de alto valor, ou situações emergenciais, contudo, a maioria dos brasileiros não usa ele dessa forma e acaba se endividando.

Não é à toa que segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), oito em cada dez brasileiros estão devendo por causa do cartão de crédito. E isso é um grande problema, tendo em vista que os juros deles são um dos maiores do mercado.

Se você quer usar o cartão de crédito de forma consciente, confira abaixo alguns dos erros que deve evitar!

Cartão de crédito; Saiba quais erros deve evitar

Pagar o mínimo da fatura do cartão de crédito

Muitas pessoas acabam extrapolando no mês e optam por pagar o mínimo do cartão de crédito. Contudo, esse é um dos maiores erros que você pode cometer.

Isso porque, você terá que pagar os juros do rotativo, o que equivale a mais ou menos 15% (dependendo da operadora). Além disso, no próximo mês, você terá que pagar a fatura em vigência, o valor que faltou do mês anterior, juros e multa.

Ou seja, tudo se tornará uma grande bola de neve.

Desconhecer as taxas e juros cobrados

Essa é uma das principais falhas dos brasileiros. As operadoras de cartão de crédito não têm altos lucros à toa. Essas empresas têm algumas das taxas e juros mais altos do mercado.

Isso sem contar os valores cobrados para “manutenção” do serviço. Um deles é a famosa anuidade.

Por isso, para não cair em armadilhas, sempre saiba o que a operadora cobra.

Considerar o cartão de crédito como renda e não empréstimo

Um erro que também é bastante comum é o de achar que o cartão de crédito é uma renda. Muita gente diz “tenho X valor disponível no meu cartão”.

Contudo, ela não tem aquele dinheiro na conta. Se ela usar o cartão de crédito, ela estará EMPRESTANDO esse dinheiro da operadora.

Há uma grande diferença aí. No caso, esse empréstimo terá que ser pago, e se você atrasar haverão juros.

Por isso, tenha plena consciência dessa distinção.

Ter vários cartões

Isso geralmente acontece por conta da alta oferta de cartões de crédito. Muitas redes possuem cartões próprios, sem contas naqueles disponibilizados pelo banco.

O grande problema é que, quanto mais cartões você tem, mais difícil fica controlar os gastos. Imagine, por exemplo, ter que pagar a anuidade de três cartões diferentes. É valor muito alto.

Logo, o ideal é ter apenas um cartão de crédito, de preferência sem anuidade.

Não ficar de olho na fatura

Imagine você dirigir um veículo sem nunca olhar o nível do combustível. Uma hora ele vai acabar e você ficará na mão, provavelmente sem ter para onde recorrer.

O mesmo acontece com o cartão de crédito. Se você não acompanhar a sua fatura periodicamente, irá perder o controle, e quando der por si o limite já estará estourado.

Então, nada de esquecer da sua fatura.

Evitando esses erros simples, será mais fácil usar o cartão de crédito com consciência.